Campanha “Tweet Censurado” incentiva discussão sobre liberdade de expressão

No ano de 2012, a Anistia Internacional, organização que luta pelos Direito Humanos e que é presente em diversos países do mundo, passou a considerar o acesso à informação e à Internet como um direito de toda a população mundial.

O tema se tornou destaque principalmente por conta dos movimentos sociais do Oriente Médio (a Primavera Árabe), que eclodiram neste mesmo ano.

A organização e os debates da Primavera Árabe foram feitos exclusivamente pelas redes sociais e Internet e acabou mostrando para o mundo a importância dessa ferramenta de comunicação, principalmente para países onde a liberdade de expressão não é garantida.

A partir desta discussão, a Anistia Internacional Brasileira em parceria com a agência de comunicação DM9Rio criou a campanha “Tweet Censurado” no Twitter, chamando a atenção para a questão da censura.

 Tweet Censurado (2)

Campanha

A campanha consistiu na criação e publicação de tweets com tarjas pretas, simulando uma censura àquilo que havia sido publicado.

Ao final de cada tweet havia um link sem identificação que redirecionava os usuários para o site da campanha, onde todo mundo que quisesse poderia escrever uma frase e publicá-la com as tarjas pretas em seu perfil no Twitter.

Não demorou muito para a campanha viralizar na rede social e chamar a atenção dos perfis mais conhecidos da Internet, que aumentaram ainda mais a repercussão.

O slogan da campanha foi “Em muitos países, é isso que acontece com quem tenta se expressar”.

 Tweet Censurado (1)

Objetivo

O principal objetivo da criação da campanha foi conscientizar as pessoas da existência da censura e da falta de liberdade de expressão que ainda existem em muitas partes do mundo, como em alguns países do Oriente Médio, que foram o motivo principal para se iniciar a discussão.

Por ter sido realizada em uma rede social, a campanha tentou mostrar aos usuários como uma ferramenta cotidiana de comunicação é impossível de ser usada quando você não tem seus direitos de liberdade garantidos.

Assim, os usuários puderam perceber como a liberdade de expressão pode atingir até as comunicações pessoais entre as pessoas, além de ser um obstáculo para a divulgação de informações.

Além disso, a campanha Tweet Censurado incentivou a discussão entre os brasileiros sobre a importância da liberdade de expressão, do acesso à Internet e, principalmente, sobre a importância do direito ao acesso de informação para a construção de uma sociedade mais transparente.

Repercussão

Bem recebida pelos brasileiros, a campanha Tweet Censurado acabou alcançando usuários de outros países que também começaram a compartilhar suas frases censuradas.

Por conta da grande repercussão, as Anistias Internacionais de outros países do mundo também aderiram à campanha e passaram a divulgar o site, incentivando a participação e a discussão do tema em outros locais.

Usado por cerca de 10 milhões de pessoas, o site já havia sido criado pensando em uma repercussão mundial e foi feito em 5 diferentes idiomas, além de reconhecer a localização do usuário automaticamente.

Tweet Censurado (3)

Prêmio

A grande participação do público e o grande incentivo à uma discussão de interesse público mundial, a campanha Tweet Censurado recebeu o Leão de Prata em Cannes, a maior premiação de publicidade e propaganda do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *